O verbo valer e a expressão «valha-me Deus» - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O verbo valer e a expressão «valha-me Deus»

Minha pergunta é sobre o verbo valer e a expressão «valha-me Deus». Pelo meu conhecimento da língua, nessa expressão o verbo valer é transitivo, com objeto direto. Eu ouvi essa expressão em várias situações. Eu quero entender qual significado desse verbo serve para entender a expressão. É um significado que pode servir na forma transitiva? É significado que ainda se utiliza, ou antigo?

Obrigado.

Itaj Sherman Matemático Telavive, Israel 28K

O verbo valer na expressão «valha-me Deus» é transitivo indirecto. Transitivo, porque pede um complemento; indirecto, porque esse complemento é introduzido por uma preposição, estando neste caso sob a forma de pronome pessoal. Subentende-se «que Deus me valha», por isso:

Deus é o sujeito (e não o complemento directo, porque a ocorrer no plural alteraria a flexão do verbo: «deuses valham-me»).

— O pronome pessoal -me é o complemento indirecto: «valha a quem?» «A mim.»

Quanto a utilizarmos esta expressão hoje em dia, a resposta é afirmativa! Usamos com o significado de «perante uma situação adversa, Deus é o único que ainda me vale, que ainda me pode socorrer».

Disponha sempre!

Sandra Duarte Tavares
Classe de Palavras: verbo
Áreas Linguísticas: Léxico; Sintaxe