Flexibilidade vs. flexibilização - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Flexibilidade vs. flexibilização

Qual a diferença entre flexibilidade e flexibilização?

Dulce Sá Silva Professora Lisboa, PT 42

O substantivo flexibilidade está atestado como sendo a «qualidade do que é flexível, elasticidade; facilidade de ser utilizado ou manejado, maleabilidade; facilidade de movimentos, agilidade, destreza; característica do que é dócil, docilidade, brandura» (Dicionário da Porto Editora), significa ainda, em sentido figurado «capacidade para se aplicar a estudos de caráter diverso ou realizar diferentes atividades, disponibilidade de espírito; capacidade de se adaptar a diferentes situações, adaptabilidade; possibilidade de adaptação de algo aos interesses de alguém» (idem).

Flexibilização é «o ato ou efeito de flexibilizar, de tornar flexível ou menos rígido; redução ou eliminação de regras ou medidas coercivas; abrandamento do rigor ou da severidade de algo» (idem). 

Dado o significado dos substantivos, percebemos que se diferenciam na medida em que, enquanto no primeiro falamos de algo que é flexível por natureza, no segundo falamos de uma ação que leva a que algo se torne flexível. Veja-se os exemplos:

1. «Há que ser flexível para aceitar as diferentes opiniões»;

2. «A flexibilização das pessoas é importante na aceitação das diferentes opiniões.» 

Sara Mourato
Classe de Palavras: substantivo
Áreas Linguísticas: Semântica Campos Linguísticos: Semântica nominal