Estrambólico e estrambótico - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Estrambólico e estrambótico

Gostaria de saber qual a origem da palavra "estrambólico".

Sofia Rente Professora Maia, Portugal 42

A origem do adjetivo é um pouco complexa e extensa. Estrambólico, que significa «extravagante, esquisito, ridículo» (Dicionário da Porto Editora), surge por alteração de um outro: estrambótico. Este, por sua vez, é derivado por estrambote + -ico e significa «que é singular, invulgar, diferente em todos os sentidos, excêntrico; que causa certa repugnância ou aversão, ridículo» (Dicionário Houaiss). Já estrambote («versificação: adição de um ou mais versos, geralmente de um terceto, aos 14 versos de um soneto, estramboto; música: estrofe acrescentada ao vilancico, à guisa de coda  - 'seção conclusiva'» – idem) tem origem em estramboto, que é uma forma de poesia italiana bastante antiga sobre temas amorosos ou satíricos. 

Podemos, assim, concluir que a forma estrambólico talvez se tenha formado por analogia com casos como diabólico, hiperbólico ou simbólico, uma vez que parece mais frequente a terminação -ólico do que -ótico (cf.idem). Contudo, é importante ter em consideração que, de forma a sermos fiéis à história do adjetivo, devemos optar por usar o termo estrambótico num contexto formal, sendo que é completamente aceite o termo estrambólico num contexto informal. 

Sara Mourato
Tema: Etimologia Classe de Palavras: adjectivo
Áreas Linguísticas: Etimologia