Anho, cordeiro e borrego - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Anho, cordeiro e borrego

Podiam-me elucidar sobre a origem etimológica das três variantes do nome deste animal na língua portuguesa, em epígrafe? Sei que anho vem do latim (‘agnus’), usado no Norte de Portugal, e os outros? Obrigado!

João Ferreira Inglaterra 5K

De facto, anho vem do latim ‘agnu-’, que está por ‘agnum’, cujo m final já não se ouvia desde os tempos do Império Romano. Este m é a desinência, entre outros casos, do acusativo do singular, de que é normal provirem os nomes (substantivos e adjectivos). Segundo parece, cordeiro é originado num latim hipotético 'chordariu-', de 'chordu-', tardio em nascer. Borrego procede de igual termo castelhano, que designa cordeiro de um a dois anos.

F. V. Peixoto da Fonseca
Classe de Palavras: substantivo
Áreas Linguísticas: Etimologia; Léxico