Sobre o grau académico agregação - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sobre o grau académico agregação

What does "agregação" mean? I have a feeling it's some sort of academic degree. If so, what is its equivalent in English? Is it a Ph.D., Master, or what is it? As far as I know, there's no higher degree in academia than a doctorate, that is, a Ph.D., M.D., D.D.S., etc. If it is something beyond a Ph.D., does it mean that a person in possession of an "agregação" in Portugal is held in a higher academic standard than, for instance, a full professor having a Ph.D. in an American, French, or British university?

Michael Smith EUA 6K

As carreiras académicas nos Estados Unidos e no Reino Unido não podem ser comparadas com as carreiras académicas portuguesas. Que saibamos, não é possível traduzir agregação. Trata-se de um grau académico, obtido após o doutoramento, e constitui a última prova antes do culminar da carreira, que é a obtenção da cátedra. Enquanto o doutoramento pode ser obtido por qualquer pessoa, a agregação é reservada a docentes. A prova de agregação é constituída por três exames, feitos perante um júri: uma discussão do currículo do candidato, uma discussão do conteúdo da carreira que o docente ensina e uma discussão de uma lição da carreira.

 

N.E. – (10-03-2018) Sobre esta resposta, com data de 12 de agosto  de 1997, há a corrigir vários pontos, no seguimento do que nos fez chegar o professor universitário Mário Gaspar da Silva, a quem ficamos gratos pelo esclarecimento, a seguir transcrito:

«A resposta [em epígrafe] tem múltiplas incorreções. Vejo-me obrigado a comentar. As carreiras académicas nos Estados Unidos e no Reino Unido não podem ser comparadas com as carreiras académicas portuguesas. Que saibamos, não é possível traduzir agregação (é habilitation na Europa continental, não existindo nos países anglo-saxónicos). Trata-se de um grau académico [é um título, não é um grau académico; os graus estão definidos na lei geral do ensino superior], obtido após o doutoramento, e que constitui a última prova antes do culminar da carreira, que é a obtenção da cátedra [é possível a quem tenha feito carreira no estrangeiro concorrer a catedrático sem agregação]. Enquanto o doutoramento pode ser obtido por qualquer pessoa, a agregação é reservada a docentes. A prova de agregação é constituída por três exames, feitos perante um júri: uma discussão do currículo do candidato, uma discussão do conteúdo da carreira que o docente ensina e uma discussão de uma lição da carreira. [Mais pormenores aqui.]»

Neste mesmo sentido é o esclarecimento prestado pelo professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de LisboaVítor Serrão, a quem deixamos o devido agradecimento do Ciberdúvidas:

«A agregação é um título, adquirido através de uma tripla prova conducente a um grau académico, pois habilita ao lugar de catedrático. Assim, admito que possa ser traduzida por habilitation, mas é uma modalidade de carreira, exclusiva a docentes e exclusiva de Portugal nos moldes que a constituem, com suas três provas públicas (Avaliação Curricular, Avaliação Pedagógica e Lição Especializada) que se prolongam em exame de dois dias por parte de um júri formado apenas por catedráticos. 

Acresce ainda que, no caso de um candidato ao grau de catedrático com carreira no estrangeiro, possa ser dispensável se assim houver entendimento por contraprova de mérito curricular.»

Wilton Fonseca