A sintaxe do verbo desembarcar - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A sintaxe do verbo desembarcar

«Desembarcar na ilha» – «na ilha» é complemento oblíquo, não é?

Muito obrigada.

Vera Isabel Educadora Santarém, Portugal 42

Na frase apresentada, o constituinte «na ilha» tem a função de complemento oblíquo.

O verbo desembarcar pode ter os seguintes usos:

(i) verbo intransitivo:

(1) «Os passageiros desembarcaram.»

(ii) verbo transitivo direto:

(2) «Ele desembarcou as encomendas.»

(iii) verbo transitivo indireto:

(3) «Ele desembarcou do avião.»

(4) «Ele desembarcou em Paris.»

(iv) verbo transitivo direto e indireto:

(5) «Eles desembarcaram as mercadorias em Paris.»

Nos usos (iii) e (iv), o verbo tem um valor de mudança de lugar e pode reger preposições como de (que assinala o lugar de origem) ou em (que assinala o lugar de destino), tendo os complementos introduzidos pela preposição a função de complemento oblíquo.

 

Carla Marques
Classe de Palavras: verbo