A pronúncia da palavra processual - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A pronúncia da palavra processual

Porque será que Rogério Alves (ex-bastonário da Ordem dos Advogados) costuma pronunciar "proce(é)ssual", e eu com [e] átono mudo (ver v. resposta 10 822 quanto à pronúncia das vogais em português)?

Pronunciará, por razão semelhante, "unive(é)rsal", ou será que, pelo contrário, sou eu revelando-me esdrúxulo, isto é, esquisito, exótico?

Luís Afonso Investigador reformado Lisboa, Portugal 3K

Claro que se devia dizer processual com e mudo e não aberto, o que provém de erro atribuído ao chamado pseudoeruditismo.

Os dicionários que têm transcrição fonética, o da Academia das Ciências de Lisboa e o Grande Dicionário da Língua Portuguesa, da Porto Editora, apresentam e aberto pré-tónico, apesar de a vogal se encontrar em sílaba átona. Actualmente, verifica-se uma tendência para abrir certas vogais pré-tónicas, sobretudo em posição inicial, como assinala António Emiliano (Fonética do Português Europeu, Guimarães Editores, 2009, pág. 378, n. 32). Mas, mesmo noutras posições, há casos como inflação (talvez por analogia com substantivos terminados em -cção), invasão, maximizar, empestar, nos quais o a átono não fecha ou o e átono não passa a mudo.

F. V. Peixoto da Fonseca
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: adjectivo
Áreas Linguísticas: Fonética; Léxico