Marco Neves - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
 
Textos publicados pelo autor
Imagem de destaque do artigo
Viagens por sete mares e 80 línguas
Por Marco Neves

A democratização da linguística pode muito bem ser considerada uma das metas das publicações de Marco Neves. A sua mais recente obra Palavras que o português deu ao mundo – viagens por sete mares e 80 línguas (Editora Guerra & Paz) é disso prova, ao oferecer ao leitor uma viagem à história de muitas palavras numa prosa solta e cativante que abandona o registo sério e formal dos seculares compêndios etimológicos feitos por e para especialistas e investigadores, sem, contudo, abdicar da seriedade e do rigor.

Neste registo inovador e muito próprio, o autor guia o leitor num texto que assume, de modo original, o hibridismo entre o género relato de viagens e entrada de dicionário, numa viagem que vai dos lugares às línguas, às palavras, à fonologia, às letras do alfabeto de diferentes línguas, desenvolvendo um percurso histórico que aponta e analisa os factos que conduziram às realidades linguísticas que hoje conhecemos. O leitor é, desta feita, guiado por entre os acontecimentos que determinaram a escolha de vocábulos, a sua significação ou a sua fonologia, testemunhando o percurso histórico das palavras, desde o proto-indo-europeu (nas suas formas recompostas) à transformação que sofreram em diversas línguas. Exemplo desta abordagem é o interessante relato que tem lugar no capítulo intitulado «Viagem a bordo da água» onde se explica o modo como da forma proto-itálica *akw

Imagem de destaque do artigo
Línguas ficcionais e falsos erros

As línguas ficcionais com «gramáticas complexas, subtilezas insuspeitadas e uma beleza muito própria» motivam a crónica que Marco Neves, que também nos fala de construções que conquistaram a fama de erro e que afinal não o são, pois, por vezes, a «Internet também permite que uma multidão se junte para atacar o mais pequeno deslize, mesmo quando falamos de erros gramaticais em línguas que não existem…»

Imagem de destaque do artigo
Alguns lusismos da língua inglesa

São muitos os anglicismos identificáveis no uso do português contemporâneo. Mas quem  imaginaria que a língua inglesa guarda algumas palavras com origem no português? Um texto do professor universitário e tradutor Marco Neves, que o publicou como crónica no portal Sapo 24 e no blogue Certas Palavras em 3/02/2019.

Imagem de destaque do artigo
À volta do plural em português e noutras línguas

Partindo da descrição da vogal átona final que se escreve o, como em livro, o professor universitário e tradutor português Marco Neves passa à análise do -s final do livros , dando conta das maneiras de marcar o plural em português e noutras línguas no texto que se segue, transcrito do  blogue Certas Palavras, com data de 23/12/2018. Manteve-se a ortografia do original,anterior ao Acordo Ortográfico de 1990.

Imagem de destaque do artigo
Uma expedição do tempo dos reis espanhóis

Texto do professor universitário e tradutor Marco Neves, respigado do seu blogue Certas Palavras, com a data de 13 de dezembro de 2018 – em que o autor, natural ele próprio de Peniche, transcreve o episódio d’ A Baleia que Engoliu Um Espanhol, escrito anteriormente, onde  alude aos «amigos de Peniche».