A língua portuguesa, «soma de todas as suas variantes», e dois olhares sobre o Acordo Ortográfico - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A língua portuguesa, «soma de todas as suas variantes»,
e dois olhares sobre o Acordo Ortográfico
Nos programas de rádio A Língua de Todos e Páginas de Português
393

♦ O programa Língua de Todos, emitido na  RDP África*, entrevista o escritor angolano José Eduardo Agualusa, à volta de um tema que lhe é especialmente caro: «A língua portuguesa é uma construção conjunta de todos aqueles que a falam — e é assim desde há séculos. A minha língua – aquela de que me sirvo para escrever –, não se restringe às fronteiras de Angola, de Portugal ou do Brasil. A minha língua é a soma de todas as suas variantes. É plural e democrática. A sua imensa riqueza está nessa diversidade e na capacidade de se afeiçoar a geografias diversas, na forma como vem namorando outros idiomas, recolhendo deles palavras e emoções. Aprisionar a língua portuguesa às fronteiras de Portugal (ou de Angola ou do Brasil) seria mutilá-la, roubar-lhe memória e destino. A descolonização libertou-a e acrescentou-a.» [Artigo publicado no semanário Expresso e aqui transcrito).

*Na sexta-feira, dia 26 de julho, às 13h20, com repetição no sábado, dia 27, depois do noticiário das 09h00). Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa Língua de Todos disponível, posteriormente, aqui. 

O programa Páginas de Português, emitido na Antena 2** desta semana debruça-se, de novo, sobre na questão do Acordo Ortográfico. Para tal convidou José Carlos Barros, deputado do PSD e coordenador de um grupo de trabalho responsável pela elaboração de um relatório para a avaliação do impacto da aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, que a Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto da Assembleia da República aceitou na generalidade sem, contudo, ter aprovado as recomendações que este incluía (conforme se noticiou aqui). O programa contará ainda com a opinião de Margarita Correia, professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e presidente do Conselho Científico do IILP, sobre estas novas discussões na Assembleia da República.

** No domingo, dia 28 de julho, às 12h30**, com repetição no sábado seguinte, dia 3 de agosto às 15h30. Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa Páginas de Português disponível, posteriormente, aqui.