Ainda a querela do Acordo Ortográfico e à volta da génese do português - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Ainda a querela do Acordo Ortográfico
e à volta da génese do português
Nos programas de rádio Língua de Todos e Páginas de Português
114

♦ Em julho de 2019, o parlamento português aceitou na generalidade – mas sem ter aprovado – as recomendações de um relatório apresentado pela Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto  para a avaliação do impacto da aplicação do Acordo Ortográfico de 1990 (conforme se noticiou aqui). Sobre esta recente discussão, o programa Língua de Todos, emitido na  RDP África*, na sexta-feira, dia 9 de agosto, às 13h20 (com repetição no sábado, dia 27, depois do noticiário das 09h00), ouviu Margarita Correia, professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e presidente do Conselho Científico do Intituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP),

 *Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa Língua de Todos disponível, posteriormente, aqui.

♦ Sobre a querela à volta do Acordo Ortográfico fala também o professor universitário  Fernando Venâncio no programa Páginas de Português, transmitido na Antena 2, no domingo, 11 de agosto, pelas 12h30** (com repetição no sábado seguinte, dia  17 de agosto, às 15h30) –, debruçando-se ainda sobre a tese que defende, segundo a qual «a língua portuguesa veio de fora (da Galiza) e foi criada antes de haver Portugal».

** Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa Páginas de Português disponível, posteriormente, aqui.