Uma oração no Sermão de Vieira, o adjetivo lignocelulósico, o patoá macaense e "impeachment" em português - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Início Aberturas Abertura
Uma oração no Sermão de Vieira, o adjetivo lignocelulósico, o patoá macaense e "impeachment" em português
Uma oração no Sermão de Vieira, o adjetivo lignocelulósico,
o patoá macaense e "impeachment" em português
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 186

1.  Os textos de autores de literatura portuguesa motivam com alguma frequência questões apresentadas no Consultório. Desta feita, a dúvida surge a partir de uma frase retirada do Sermão de Santo António (aos peixes), de Padre António Vieira, e relaciona-se com a classificação da oração subordinada na expressão «não há nenhum tão grande que se fie do homem». Os adjetivos têm, nesta nova atualização, um papel de relevo: uma questão solicita que se ateste a existência de incompaginável; os adjetivos lignocelulósico lenhocelulósico são analisados no que respeita a sua evolução e discute-se qual a forma mais adequada para um uso técnico e académico; o adjetivo transgénero oferece dúvidas quanto à sua possibilidade de flexão em número. Por fim, a classificação de orações volta a dar azo a dúvidas, desta vez a propósito da subordinada presente na frase «o projeto contribuirá para as alterações climáticas

Na imagem: Retrato de Padre António Vieira, de autor desconhecido, inícios do século XVIII. 

 2. patoá macaense é um crioulo nascido do contacto de comerciantes portugueses com outros povos da Ásia, em particular de Macau, e que resulta do encontro da língua portuguesa com o cantonês, o malaio, o cingalês e diversas línguas indianas. Trata-se de uma língua crioula que, de acordo com a Unesco, se encontra em risco de desaparecimento total, uma vez que é falada apenas por cerca de 50 pessoas. Cientes da perda que constituiria o desaparecimento deste patoá, apresentamos, na rubrica Diversidades, uma reportagem, traduzida do inglês, que relata um pouco da biografia de Aida de Jesus, uma macaense com 103 anos que ainda fala o patoá, e de sua filha Sónia Palmer, que promove um conjunto de iniciativas para procurar impedir o desaparecimento do patoá (texto originalmente publicado no sítio Goldthread).  

3. Nas  rubrica Controvérsias, um texto da autoria de Manuel Soares, presidente da direção da associação sindical de juízes portugueses, reflete sobre os processos linguísticos que visam a "higienização" da língua, recusando termos que possam ter fundamento violento, racista ou sexista (artigo publicado originalmente no jornal Público). 

4. Nos Estados Unidos volta a falar-se de impeachment, situação motivada pelas denúncias relacionadas com ações do presidente Donald Trump. Este termo refere um processo desenvolvido para apurar as responsabilidades de um funcionário de um alto cargo por má conduta ou grave delito no exercício das suas funções. Neste contexto, e porque este será um termo mediático nos próximos tempos, justifica-se recordar que existe tradução portuguesa para referir esta realidade, sendo impugnação o termo adequado (palavra que já foi aqui recomendada há alguns anos) ou a expressão processo de destituição, ou simplesmente destituição, tal como recomendou para o espanhol a Fundéo BBVA.

5.  No Dia Europeu das Línguas celebrado ontem, dia 25 de setembro, várias notícias relacionadas com a língua portuguesa no mundo vieram a lume: no jornal Público, analisou-se a importância do ensino do Português na Europa, e no sítio Plataforma divulgou-se um artigo sobre a crescente importância da aprendizagem da língua portuguesa em Macau.

6. Entre as notícias relacionadas com a literatura de língua portuguesa destacamos:

— A atribuição do título Doutor Honoris Causa ao escritor moçambicano Mia Couto, pela Universidade de Brasília, numa cerimónia que tem lugar hoje, dia 27 de setembro;

— A Festa Literária Folha, que decorre na Curia, uma aldeia de Anadia, entre 26 e 28 de setembro, um evento que comemora os centenários de Jorge de Sena e de Sophia de Melo Breyner Andersen e que contará com a presença dos escritores portugueses Pedro Mexia, Fernando Dacosta, Anselmo Borges, Maria do Céu Fialho, entre outros;

— O primeiro Festival Literário e Feira do Livro de Oeiras, até ao dia 29 de setembro, um evento repleto de atividades e por onde passarão diversos escritores portugueses. 

6. Algumas dúvidas sobre o uso correto da língua e o lançamento pelo Instituto Politécnico de Macau (IPM) de cinco novos livros para divulgar e promover o ensino da língua portuguesa em Macau, na região da Grande Baía e na China, são os temas que estarão em antena nos programas de rádio produzidos pela Associação Ciberdúvidas da Língua Portuguesa para a rádio pública portuguesa na presente semana (mais informação nas Notícias).