Sobre o sujeito simples - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sobre o sujeito simples

Tenho a seguinte questão que gostaria que esclarecessem:

Como posso distinguir o sujeito simples do sujeito expresso simples? Quando eu digo: «A Joana comeu um gelado», é sujeito simples ou sujeito expresso simples?

Mariana Fernandes Estudante Torres Vedras, Portugal 3K

Um sujeito expresso é todo aquele que tem realização lexical, ou seja, aquele que não surge escrito.

Na frase que nos apresenta, o sujeito tem realização lexical, pois é expresso pelo grupo nominal «A Joana», que, por sua vez, é um sujeito simples.

Ora, o único tipo de sujeito que não tem realização lexical, o que significa que não é expresso, é o sujeito nulo [«Sujeito nulo – sujeito sem realização lexical» (Dicionário Terminológico)]. Por isso, parece ser redundante a classificação de sujeito expresso simples.

Repare-se nas indicações do Dicionário Terminológico para o sujeito simples: «Sujeito constituído exclusivamente por um grupo nominal (i) ou por uma oração (ii). A este contrapõe-se o sujeito composto. Exemplos:

(i) [O Manuel] telefonou pelas nove horas.

(ii) [Quem não arrisca] não petisca.»

Eunice Marta
Tema: DT (Dicionário Terminológico) Classe de Palavras: substantivo