Prà, prò, pràs, pròs (antes do AO90) e pra, pro, pras, pros (pós-AO90) - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Prà, prò, pràs, pròs (antes do AO90)
e pra, pro, pras, pros (pós-AO90)

A propósito da ilustração ao lado, e chamando-se esta associação humanitária “Um Lugar para o Joãozinho”, a palavra “pró” que vemos na imagem deveria estar escrita com acento grave (prò), uma vez que a contração de “para + o” dá “prò”. 

O Dicionário Priberam diz-nos que esta grafia foi «alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: pro”, o mesmo acontecendo com a contração de “para + a”: pra.

De facto, pelo Acordo Ortográfico de 1990 (Base XII), o acento grave só está previsto para a contração da preposição “a” com as formas femininas do artigo ou pronome demonstrativo (à, às) e com o demonstrativo “aquele” e suas flexões (àquele, àquela…).

A minha questão é a seguinte: perdendo “prò” e “prà” o acento segundo o AO90, e sabendo que todas as palavras agudas terminadas em “a” e “o” abertos são acentuadas graficamente, não deveriam estas palavras ter, então, acento agudo (pró, prá)?

 Muito obrigado.

João Nogueira da Costa Almada, Portugal 42

 A contração da preposição para com os artigos definidos ou pronomes demonstrativos a, o, as, os, segundo a Base XXIV do Acordo Ortográfico de 1945 correspondia às formas prà, prò, pràs, pròs. Como já foi esclarecido na resposta As contrações e variantes de para: pra, prá, pro, etc, a Base XII do Acordo Ortográfico de 1990 estipula as formas pra, pro, pras, pros (sem acento).

Cf. Pra, prà e apóstrofo

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa