Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O “evolutível” e outros desnecessários francesismos

Existe a palavra “evolutível”? Li recentemente num relatório técnico a seguinte frase «Implementação fácil e controladamente evolutível, sem rupturas drásticas» que compreendi, mas não apreciei. Existirá a palavra “evolutível”? Estará bem formada?

Obrigado.

Paulo Oliveira Oeiras, Portugal 2K

Estamos em presença do sufixo -vel, que se junta a infinitivos: bebível, medível, percebível, concebível, desprezável, etc.

Temos o verbo medir; daqui formámos correctamente medível. Mas é erro crasso formarmos “evolutível”, porque não temos o verbo “evolutir”.

Peço desculpa para fazer a seguinte observação sobre o advérbio controladamente, derivado de controlar, que fomos buscar ao francês “controler”. A nossa língua é suficientemente rica para, em vez do francesismo controlar, empregarmos, conforme o sentido e/ou a situação, um dos seguintes verbos: monitorar, conter, conter-se, regular, dominar, dominar-se, comandar, fiscalizar, superintender, dirigir, verificar, examinar, inspeccionar, vigiar, administrar, gerir, mandar, reger, moderar, refrear, reprimir, comedir, limitar, reduzir, restringir, supervisionar, vistoriar, etc.

José Neves Henriques