Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
História e estória
Ultimamente comecei a ler e a ouvir a palavra estória quando se refere a histórias correntes do quotidiano...
Estará correcto?
Amadeu Leal Portugal 90K

O Aurélio - Novo Dicionário da Língua Portuguesa, quando procuramos a palavra estória, remete-nos para história e diz: «recomenda-se apenas a grafia história, tanto no sentido de ciência histórica, quanto no de narrativa de ficção, conto popular, e demais acepções.». Talvez por isso, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências de Lisboa, só aparece história abrangendo tanto um sentido como outro.

No Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, a palavra estória tem várias acepções, sendo a 1.ª «o mesmo que História» a 2.ª «narrativa de cunho popular e tradicional; história» e descreve a sua etimologia como «do inglês "story" (séc XIII-XV) narrativa em prosa ou verso, fictícia ou não, com o propósito de divertir e/ou instruir o ouvinte ou o leitor «do latim historia, ae». Na Literatura Oral e Tradicional quando nos queremos referir a uma narrativa de cunho popular e tradicional emprega-se o termo estória.

Talvez por decalque do inglês "story" a palavra estória seja utilizada como sinónimo de narração curta, pequena historieta de entretenimento.
Difere de história, pois segundo o mesmo dicionário, na sua 1.ª entrada, significa «o conjunto de conhecimentos relativos ao passado da humanidade, segundo o lugar, a época, o ponto de vista escolhido».

Maria Celeste Ramilo