A sintaxe do verbo testar - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A sintaxe do verbo testar

«Testado contra» ou «testado para»?

Uma pesquisa rápida em Google.com (páginas de Portugal) devolve uma esmagadora preferência por «testado contra». No entanto, não me faz muito sentido o emprego deste «contra». Não deveria ser «para»? Nos dicionários da língua portuguesa que consultei, não consigo identificar nenhuma das aceções de «contra» que possa encaixar-se aqui. Interrogo-me de como é que se pode testar, por exemplo, um medicamento, «contra» as alergias? Haverá aqui algum significado da preposição que eu desconheço? Não seria mais correto dizer-se «o medicamento X foi testado para alergias», pois uma das muitas aceções de «para» é a de «propósito/finalidade»? Quando se testa alguma coisa (para o caso, um medicamento) é «para» (com o propósito de) verificar, comprovar ou pôr à prova a sua eficácia, reação (neste caso, as alergias) ou funcionamento.

Paulo de Sousa Tradutor Oeiras, Portugal 190

O verbo testar, utilizado no sentido de «submeter a um teste», «colocar à prova», é transitivo direto, o que significa que as construções com este verbo terão realizações como as seguintes:

(1) testar alguém

(2) testar algo / alguma coisa

As preposições que são apresentadas como exemplo na questão (contra e para) estão relacionadas não com o verbo mas sim com o nome que é seu complemento direto, que, no caso apresentado, corresponde ao nome medicamento. Este nome pode ser regido pela preposição contra, tal como atesta o Dicionário de Regimes de Substantivos e Adjetivos, de Francisco Fernandes (Editora Globo, 1995). Assim, uma construção como a seguinte estará próxima dos casos referidos na questão:

(3) «O laboratório testou um medicamento contra a alergia.»

A expressão testado contra virá, julgamos nós, da construção passiva a que afirmações desta natureza são muitas vezes submetidas, uma vez que permitem alguma impessoalidade nas afirmações:

(4) «Um medicamento contra a alergia foi testado (pelo laboratório). / Foi testado um medicamento contra a alergia (pelo laboratório).»

O valor básico da preposição contra é o de oposição, «introduzindo um constituinte que denota uma entidade, material ou abstrata, humana ou não humana, à qual se opõe outra entidade (representada por um constituinte da frase)» (Raposo et al, Gramática do Português. Fundação Calouste Gulbenkian, p. 1559). Neste contexto, uma expressão como «medicamento contra a alergia» significa que o medicamento se opõe à alergia, procurando impedi-la. 

Carla Marques
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: preposição