Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A pronúncia do ablativo do pronome latino qui, quae, quod

Quanto ao ablativo singular do pronome relativo/interrogativo latino qui, quae, quod, sempre o pronunciei “quó”. Na expressão statu quo” oiço quase sempre a pronúncia “qúo”, o mesmo não acontecendo com o advérbio de lugar na expressão “quo vadis?”, que toda a gente pronuncia “quó”. Seria possível que me esclarecessem se a pronúncia “qúo” é um erro? Já agora, na declinação de “qui, quae, quod”, sempre pronunciei o nominativo masculino “quí” e o dativo singular “cúi”. Estarei correto?

Muito obrigado.

João Nogueira da Costa Portugal 995

A pergunta apresenta já a resposta certa, precisa apenas de debelar a dúvida. 

1. Quo na expressão statu quo (ou também status quo) é o ablativo do pronome relativo qui, quae, quod; é um monossílabo e deve pronunciar-se /quó/, como também refere, e bem.  É, pois, um disparate rotundo fazer dele um dissílabo e pronunciá-lo como "qúo". A causa da difusão do "qúo" reside nos meios de comunicação, onde pessoas, mesmo com formação intelectual variada, desconhecem estes aspetos e também não se preocupam com a sua exatidão ou justeza. E o erro, qual vírus renitente, espalha-se e alastra.

2. Há igualmente razão quanto à pronúncia do nominativo masculino qui e do dativo cui.

Artur Morão
Áreas Linguísticas: Fonética