A preposição a antes de um título começado por artigo definido - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A preposição a antes de um título
começado por artigo definido

[...] Gostaria de saber o que é mais correto: se escrever-se conforme se diz, ou não usar a contração/apóstrofe no caso que a seguir descrevo.

É só correto escrever «em declarações a O Alcoa» (o nome do nosso jornal tem o determinante, assim como O Jogo, A Bola), ou se pode-se refletir a oralidade na escrita e escrever "em declarações a'O Alcoa?

Muito grata!

Ana Maria Balbino Caldeira Professora Alcobaça, Portugal 137

Quando o título da publicação é precedido pela preposição a e começa pelas vogais a ou o, correspondente ao artigo respetivo, deve evitar-se a sua aglutinação ou contração na escrita.

Portanto: «... em declarações a O Alcoa/... em declarações a A Bola/ ...em declarações a O Jogo

Tal como para jornais estrangeiros: «... noticiou El Pais/ . .. noticiou Le Monde/... noticiou L'Express/ ... noticiou The New York Times», etc.

Diferente seria se especificássemos o tipo de publicação em causa:

«... em declarações ao jornal digital O Alcoa/... em declarações ao jornal desportivo A Bola/ ... em declarações ao diário desportivo do Porto O Jogo

«... noticiou o diário espanhol El Pais/ ...... noticiou  o jornal francês Le Monde/ ...... noticiou o semanário L'Express/... ... noticiou o matutino The New York Times», etc.

Na oralidade, fazem-se as aglutinações e contrações da pronúncia normal: «... em declarações [ao] Alcoa/... em declarações [à] Bola».

Este procedimento está previsto pelo Acordo Ortográfico em vigor, quando, a propósito do uso do apóstrofo, a Base XVIII, alínea a) se refere «[...] às dissoluções gráficas que se fazem, embora sem emprego do apóstrofo, em combinações da preposição a com palavras pertencentes a conjuntos vocabulares imediatos: a A Relíquia, a Os Lusíadas (exemplos: importância atribuída a A Relíquia; recorro a Os Lusíadas)». A mesma fonte sublinha ainda: «Em tais casos, como é óbvio, entende-se que a dissolução gráfica nunca impede na leitura a combinação fonética: a A = à, a Os = aos, etc.»

José Mário Costa
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: artigo