A grafia de algumas cidades asiáticas - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A grafia de algumas cidades asiáticas

Agradecendo de antemão as sempre prestáveis e esclarecedoras respostas, gostaria que me tirassem estas dúvidas relativas às grafias correctas para estas cidades asiáticas:

— "Ramallah" (Territórios Palestinos Ocupados): Será correcto "Ramalá" ou "Ramala"?

— "Sana" (Iémen): Vê-se frequentemente as grafias "Sana'a", "Saná", "Sanaa" e "Sana". Qual a correcta?

— "Manama" (Barém): Parecida com a anterior, existindo as versões "Manama", "Manamá", "Manama'a", e "Manamaa".

— "Doa" (Catar): Vê-se quase exclusivamente a grafia Doha, mas penso que "Doa" estará mais correcto.

— "Timbu" (Butão): É esta a grafia portuguesa para a cidade que em inglês se escreve "Thimphu"?

— "Pnom Pen" (Camboja): Tendo em conta que a pronúncia local aponta para "Pnom Penhe", será legítimo apenas tirar os hh à grafia inglesa Phnom Penh e utilizar "Pnom Pen"?

— "Bandar Seri Begauã" (Brunei): É esta uma grafia legítima? E, já agora, quanto ao país, "Brúnei" ou "Brunei"?

Muito obrigado.

João G. Pais Estudante Lisboa, Portugal 6K

As grafias adiante apresentadas são as disponíveis em:

Rebelo Gonçalves, Vocabulário da Língua Portuguesa, Coimbra, Coimbra Editora, 1966 — VLP-RG;

Malaca Casteleiro (coord.), Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Porto Editora — VOLP-PE;

Código de Redacção Interinstitucional da União Europeia — CRI-UE.

Note-se que alguns nomes não têm grafia tipicamente portuguesa generalizada; outros têm-na, mas com escasso uso.

Ramallah (VOLP-PE), Palestina: "Ramalá" ou "Ramala", sendo possíveis, não são formas atestadas.

Saná (VOLP-PE, CRI-UE), Iémen.

Manama (VOLP-PE, CRI-UE), Barém.

Doha (VOLP-PE, CRI-UE), Catar : "Doa", sendo possível, não é forma atestada.

Timbu (VLP-RG, VOLP-PE, CRI-UE), Butão. 

Phnom Penh (VOLP-PE) e Pnom Pen (CRI-UE), Camboja: a forma Pnom Pen conforma-se mais com os padrões gráficos e fonológicos do português, embora seja pouquíssimo frequente (0 ocorrências contra 94 de Phnom Penh no corpo CHAVE da Linguateca).

Bandar Seri Begawan (CRI-UE): "Bandar Seri Begauã", sendo possível, é forma não atestada.

Brunei (VOLP-PE, CRI-UE).

Carlos Rocha
Tema: Uso e norma Classe de Palavras: substantivo