Henrique Monteagudo - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Henrique Monteagudo
Henrique Monteagudo
111

(Muros, Corunha, 1959). Doutor en Filologia Galega e professor da Universidade de Santiago de Compostela. Desde 2010, membro numerário da Real Academia Galega (RAG). Membro do Instituto da Lingua Galega, atualmente é codiretor da revista Grial e secretário do Conselho da Cultura Galega. O seu traballo desenvolve-se principalmente no âmbito da filologia medieval, da edição de textos literários (Rosalía de Castro, Otero Pedrayo, Castelao) e dos estudos sociolinguísticos e de historia do galego. É autor da Historia social da lingua galega e coautor duma Gramática galega e dum Diccionario Normativo Galego-Castelán. É secretario da RAG desde abril de 2013.

 
Textos publicados pelo autor
As consequências do franquismo para o galego
Passado recente e perspetivas futuras da situação linguística da Galiza

«O franquismo deixou um desprestígio do galego e é um entrave que continua hoje» – afirma o filólogo e linguista Henrique Monteagudo, vice-secretário da Real Academia Galega (RAG) e professor da Universidade de Santiago de Compostela, numa entrevista conduzida pela jornalista Montse García e incluída em La Voz de Galicia em 31 de janeiro de 2022. São declarações do especialista a propósito do seu novo livro – O idioma galego baixo o franquismo. Da resistencia á normalización (Editorial Galaxia) –, no qual se analisa a política linguística durante a ditadura franquista em Espanha e se foca o papel da resistência galeguista. Além disso, o autor comenta as perspetivas (nem sempre risonhas) que atualmente se abrem à língua galega.  Tradução/adaptação do texto original em galego (este conforme as normas da RAG).