Frederico Lourenço - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Frederico Lourenço
Frederico Lourenço
9K

Frederico Lourenço (Lisboa, 1963) doutorado pela Universidade de Lisboa, é especialista em Estudos Clássicos, além de ensaísta, tradutor e escritor. Traduziu a Ilíada e a Odisseia (Prémio D. Diniz da Fundação Casa de Mateus e Grande Prémio de Tradução APT/PEN), bem como a poesia da Grécia antiga, que selecionou para um volume intitulado Poesia Grega de Álcman a Teócrito.  Entre o seus livros de ensaios, contam-se Grécia Revisitada (2009), Estética da Dança Clássica (2014) e Livro Aberto: Leituras da Bíblia (2015). No domínio do relato de ficção ou autobiográfico, é autor de Pode Um Desejo Imenso, Amar não Acaba, À Beira das Estrelas e A Formosa Pintura do Mundo.

 
Textos publicados pelo autor
Luís de Camões e «outra coisa»
A propósito da comemoração do 10 de Junho em Portugal

«Todos conhecemos o famoso verso do Canto VII d' Os Lusíadas: «numa mão sempre a espada e noutra a pena», com que Camões se descreve a si próprio. A maior parte da pessoas pensa: ah, pois! O grande herói da Índia, dos Descobrimentos, do Império! A espada e a pena, as armas e as letras! Só que não é nada disso. A espada de que fala Camões é outra espada.»

Apontamento do professor universitário, classicista, tradutor e escritor Frederico Lourenço a propósito da passagem de mais um 10 de Junho e dos tabus que rodeiam a interpretação da obra épica de Luís de Camões.

 

Salomé e a linguagem inclusiva
Sobre «discípulas e discípulos» na Bíblia
 «Há dias, reli a passagem de um profeta do Antigo Testamento, Joel, que atribui a Deus esta frase: «Profetizarão os vossos filhos e as vossas filhas... e sobre os Meus escravos e sobre as Minhas escravas derramarei o Meu espírito e profetizarão» (Joel 3).»
 
Apontamento do professor universitário, classicista, tradutor e escritor Frederico Lourenço sobre o uso de fórmulas de plural inclusivas nos textos bíblicos. Texto publicado pelo autor no seu mural de Facebook em 18 de janeiro de 2023. Mantém-se a ortografia de 1945, conforme o original.
<i>Posídon</i> vs. <i>Posêidon</i>
Como transcrever o nome do deus grego?

Publicação do professor universitário, classicista, tradutor e escritor Frederico Lourenço (Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra) no seu mural de Facebook, a respeito do aportuguesamento do nome de um dos deuses da mitologia grega – Posídon ou Posêidon. Mantém-se a ortografia de 1945, adotada no texto original.

O Latim do Zero
Da Eneida a Vergílio em 50 Lições
Por Frederico Lourenço

Além da intensidade com que se entrega à investigação e à tradução dos textos em línguas clássicas, o professor universitário e classicista Frederico Lourenço (Lisboa, 1963) tem-se batido nos últimos anos pela recuperação do estudo do latim e até do grego no ensino não universitário português. A presente publicação – sob a chancela da Quetzal Editora –, decorre das dificuldades impostas pela pandemia de covid-19 e nasceu, como faz questão de frisar o autor, da decisão de prosseguir a docência em latim por canais digitais, não só em atenção dos seus alunos, mas também para o vasto público que já o segue pela Internet (ver aquiaqui e aqui). É, portanto, um curso de latim que o autor lança a todos como desafio e que se revela como um importante auxiliar do estudo autónomo (e exigente) desta língua-matriz da portuguesa – no fundo, correspondendo a uma preocupação pela produção de materiais acessíveis quer a estudantes quer a autodidatas.

Const...

Apanhá-lo do chão
Origem e significado das palavras

O professor universitário Frederico Lourenço enceta uma viagem à origem latina de diversas palavras. Assim se mostra a ligação entre dócil e doutor, falar e mentir, nádega e dorso, entre outras significações extraordinárias que vêm comprovar a importância do conhecimento da língua latina para compreender a evolução dos significados e a proximidade das palavras. 

Texto publicado pelo autor no seu mural de Facebook em 13 de dezembro de 2020.