Ana Sousa Dias - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Ana Sousa Dias
Ana Sousa Dias
312

Jornalista portuguesa, autora, entre outros livros, de O que eu sei sobre os homens e O que eu sei sobre as mulheres. Mais aqui e aqui.

 
Textos publicados pela autora
Imagem de destaque do artigo
«Cada língua humana possui a sua própria entoação para exprimir as emoções que Diderot compara com as cores do arco-íris»

«Um dia destes ia numa estrada – conta a jornalista Ana Sousa Dias, nesta crónica publicada no "Diário de Notícias" de 9 de junho de 2018 – e, de súbito, a voz de veludo que me indicava a rota – «a 500 metros, saia para a estrada» tal e tal – e que era de uma mulher brasileira, desapareceu dramaticamente e foi substituída por outra que desatou a dar-me ordens em castelhano. Palavras ditas com rapidez, sem misericórdia, sem a paciência (um pouco condescendente mas com alguma dança) da outra que tanto me tem feito rir ao pronunciar "cácem" em vez de Cacém, "márechal" em vez de Marechal. Já me apeguei a ela, por isso não procuro a tecla da voz portuguesa. Deve ser fácil mas escusam de tentar ensinar-me. Os acentos tónicos fora do sítio são uma bênção no meio do trânsito.»