Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Alice Vieira
Alice Vieira
587

Alice Vieira (Lisboa, 1943), licenciada em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, é jornalista e uma das mais importantes autoras portuguesas de literatura infantojuvenil Chocolate à Chuva (1982), De que são Feitos os Sonhos (1986), Se Perguntarem por mim, Digam que Voei (1997), Expressões com História (2012). Como jornalista trabalhou no Diário de Lisboa, Diário Popular e Diário de Notícias. Colaboradora na revista Audácia

 
Textos publicados pela autora
Imagem de destaque do artigo

Tinham sido dias complicados, febres descontroladas e sem razão aparente, ora muito altas, ora muito baixas, e o braço a inchar, e a doer horrivelmente, assim como se a carne fosse rebentar da pele - mas eu odeio hospitais, e fui tentando tudo (incluindo aquelas mezinhas que a gente já sabe que não resolvem rigorosamente nada mas que dão um grande consolo à alma - e se a alma precisava de ser consolada, meu Deus!) para ver se a coisa se resolvia a nível caseiro.