Aldo Bizzocchi - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Aldo Bizzocchi
Aldo Bizzocchi
948

Linguista brasileiro, é doutor em Linguística pela USP, pós-doutorado pela UERJ, pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Etimologia e História da Língua Portuguesa da USP e autor de Léxico e Ideologia na Europa Ocidental e Anatomia da Cultura . Faz ainda parte dos grupos de pesquisa Semiótica, Leitura e Produção de Textos (SELEPROT) e Morfologia Histórica do Português (GMHP), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Também é poeta e tradutor (ver sítio pessoal e blogue associado à revista brasileira Língua Portuguesa).

 
Textos publicados pelo autor
Imagem de destaque do artigo
Da resistência de pronúncias regionais e sotaques

Porque será que tantas pessoas têm dificuldade em perder a pronúncia regional ou em articular corretamente os sons de uma língua estrangeira, mesmo que a conheçam e a usem no dia a dia? Aldo Bizzocchi explica porquê neste artigo publicado no seu blogue Diário de um Linguista.

Imagem de destaque do artigo
As principais áreas dialetais do território brasileiro

O Brasil tem um território vasto, uma grande população e, como revela o linguista Aldo Bizzocchi neste artigo publicado no blogue Diário de um Linguista, uma apreciável variação regional, com o Nordeste em claro contraste com as demais regiões.

Imagem de destaque do artigo
Alguns vocábulos que parecem empréstimos e não o são

Curioso apontamento que o linguista brasileiro Aldo Bizzocchi escreveu no seu blogue Diário de um linguista em 25/09/2018, sobre pseudoestrangeirismos.

Imagem de destaque do artigo

Um artigo do linguista brasileiro Aldo Bizzocchi, publicado em 29/06/2015, no blogue associado à edição em linha da revista Língua Portuguesa, no qual o autor confronta as fórmulas de despedida em português com as de outros idiomas: «as fórmulas de despedida sempre contêm algo de esperançoso: o desejo do reencontro, o de que quem parte o faça em paz e o de que Deus guie os passos do viajante.»