Nova edição do Vocabulário da Língua Portuguesa: comunicado da Academia das Ciências de Lisboa - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Nova edição do Vocabulário da Língua Portuguesa:
comunicado da Academia das Ciências de Lisboa
Por Academia das Ciências de Lisboa 963

Indo ao encontro da necessidade de elaborar, para o português europeu, um Vocabulário da Língua Portuguesa (VLP) nos termos do Acordo Ortográfico de 1990, a Academia das Ciências de Lisboa emitiu a 25 de Jullho p.p. o Comunicado à Imprensa que a seguir se transcreve, na íntegra.

 

Academia das Ciências de Lisboa
Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
COMUNICADO À IMPRENSA

A Academia das Ciências publicará, até ao fim do ano corrente, uma nova edição do Vocabulário da Língua Portuguesa, que incluirá os neologismos de uso corrente e generalizado, incorporados no léxico comum, ao longo dos últimos quarenta anos.

Esta nova edição do Vocabulário da Academia terá a supervisão científica dos professores catedráticos Maria Helena da Rocha Pereira e Aníbal Pinto de Castro. A responsabilidade editorial foi entregue à Imprensa Nacional/Casa da Moeda.

O Vocabulário será realizado nos termos do Acordo Ortográfico subscrito pelos países lusófonos, o qual, na sua Base II, prevê a publicação de um Vocabulário Comum da Lusofonia, com as contribuições de todos os países signatários e da Galiza.

O Presidente
Prof. Eng. Eduardo R. de Arantes e Oliveira

Lisboa, 25 de Junho de 2009

Sobre o autor

Academia das Ciências de Lisboa é uma instituição científica portuguesa que, entre várias missões, tem as de incentivar a investigação científica, estimular o estudo da língua e literatura portuguesas e promover o estudo da história portuguesa e das suas relações com outros países. É o órgão consultivo do Governo em matéria linguística.