Tropeções demais no português mais básico - Pelourinho - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Início Português na 1.ª pessoa Pelourinho Artigo
Tropeções demais no português mais básico
Tropeções demais no português mais básico
Um acento duplicado... numa pergunta de cultura geral

Rococó,  que  nos chegou pelo francês rocaille («pequenas pedras, seixos») e coquille (casca, “concha”, por aproximação de tradução), como qualquer palavra portuguesa*, escreve-se apenas com um acento, no último o.

Hipótese plausível para explicação do erro: quem escreveu a legenda poderá ter sido induzido pela  pronúncia do termo, com as  três vogais bem abertas – /ròkòkó/. Convenhamos, porém,  que é, no mínimo, surpreendente uma incorreção destas num concurso, na  televisão pública portuguesa, que visa a cultura geral dos telespetadores. Ainda por cima, já  são vezes em demasia que este Joker tropeça no português mais básico**...

* Vide Grande Dicionário da Língua Portuguesa («Estilo artístico, com manifestações relevantes, sobretudo nas artes plásticas que se desenvolveu no século XVIII e que se caracterizava pelo preciosismo estilístico. pela graciosidade e pela elegância das formas e por temas sentimentais e frivolamente idílicos») e Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa [«Período histórico e estilo original na França, após a morte de Luís XIV, em 1715, e que ger. são subdividos em três fases: Regência, Luís XV ou Mme. PompadourLuís XVI ou Maria Antonieta (Em Portugal, o estilo só se desenvolve após a morte de D. João V, em 1750, e no Brasil, esp. no eixo Rio-Minas, as obras de seus artistas mais célebres, como o mestre Valentim e o Aleijadinho, datam dos últimos ando do séc. XVIII e primeiros do séc. XIX»)]. E o registo, bem mais antigo,  no  Vocabulário da Língua Portuguesa (ed. 1966), de F. Rebelo Gonçalves («Rococó. s.m. e adj. 2 gén.»).

** Cf. "A falta que faz o ponto abreviativo", "Língua... muito enferrujada" e "O homem que virou adjetivo".

 

Sobre o autor

Jornalista português, cofundador (com João Carreira Bom) e responsável editorial do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. Autor do programa televisivo Cuidado com a Língua!, cuja primeira série se encontra recolhida em livro, em colaboração com a professora Maria Regina Rocha. Ver mais aqui.