Começar o ano, atropelando o bilhão - Pelourinho - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Português na 1.ª pessoa Pelourinho Artigo
Começar o ano, atropelando o bilhão
Começar o ano, atropelando o bilhão

«(...) O primeiro dia do ano de 2019 vai ficar na história: "Nunca antes uma nave espacial explorou um objeto tão distante, Ultima Thule, um objeto localizado na cintura de Kuiper, uma zona mais periférica do nosso sistema solar, que fica a cerca de 6,4 bilhões de quilómetros da Terra. (...)»

Observador”, 1 de janeiro de 2018 

 

Se a Terra se localiza a cerca de 147 milhões de quilómetros de distância do Sol quando está mais próxima, como é possível o asteroide Ultima Thule ficar «a cerca de 6,4 bilhões de quilómetros»? Um engano recorrente na imprensa portuguesa, quando se trata de reprodução de notícias com origem no EUA – onde, tal como no Brasil, o bilião (bilhão no uso brasileiro) não corresponde ao bilião da escala dos grandes números em vigor entre nós e na generalidade dos países europeus. No lado de cá do Atlântico1 bilião = 1 milhão de milhões (doze zeros) – ao contrário do Brasil, que alinha pela ordenação norte-americana, a chamada escala curta: 1 bilião equivale, nestes países, a mil milhões (nove zeros); e 1 trilião (ou trilhão) = um bilião (doze zeros).

 

Cf. O bilião e a nomenclatura dos grandes números: regra “N” e regra “n –1” Milhões, Mil milhões, Biliões ou Triliões? Esclareça a confusão! + Bilhão + Bilhão: mil milhões ou um milhão de milhões?

Sobre o autor

Jornalista português, cofundador (com João Carreira Bom) e responsável editorial do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. Autor do programa televisivo Cuidado com a Língua!, cuja primeira série se encontra recolhida em livro, em colaboração com a professora Maria Regina Rocha. Ver mais aqui.