Regência do verbo louvar - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Regência do verbo louvar

Gostaria de saber se o verbo louvar aceita objetos transitivos indiretos. Como devo analisar as seguintes frases:
Louvamos a lua.
Louvamos ao Senhor.
Muito obrigada.

Ana Lucia Brasil 5K

O verbo louvar é um verbo transitivo directo. Constrói-se com complemento directo, preposicionado ou não. “Ao senhor” e “a lua” são complementos directos. Trata-se de um dos verbos cujo complemento directo pode vir regido da preposição “a”. Um exemplo idêntico é o do verbo amar. Na expressão “amar a Deus”, “Deus” é complemento directo regido de preposição.

Maria Regina Rocha