O nosso alfabeto no séc. XVI - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O nosso alfabeto no séc. XVI

Gostaria de saber se no séc. XVI, em Portugal, o alfabeto utilizado já era composto por 23 letras.

Obrigada.

Inês Ribeiro Estudante Lisboa, Portugal 3K

O alfabeto português deriva do alfabeto latino mas com menos 3 letras – o K, o Y e o W –, ou seja, era composto por 23 letras. Todavia, não é possível responder com exactidão à pergunta da consulente porque, devido à inexistência de um acordo ortográfico no século XVI, a variação nos textos é muito grande, não só a nível gramatical mas também a nível grafémico.

Ressalva-se que com o Acordo Ortográfico de 1990 o alfabeto português passa a ser constituído por 26 letras, ou seja, passa a incluir as letras K, Y e W. Estas letras, embora fazendo parte do alfabeto, restringem-se a estrangeirismos, símbolos (por ex., kg), nomes próprios e substantivos e adjectivos derivados de nomes próprios estrangeiros.

Sempre ao seu dispor.

Ana Rita B. Guilherme
Tema: Uso e norma