O neologismo “webliografia” - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O neologismo “webliografia”

É correcto designar, num trabalho escolar, as fontes consultadas na Internet de Webliografia? Ultimamente, tenho visto muito esta palavra mas não sei até que ponto este "neologismo" já entrou na nossa língua.

Ana Costa Braga, Portugal 3K

Webliografia é um neologismo “razoável” para o conceito que designa e já entrou na língua portuguesa. Estão, para o mesmo conceito, activos – ou seja, a ser utilizados – outros dois: webografia e webibliografia. Destes dois, pessoalmente, rejeito o primeiro por me parecer mais associado à grafia do que à bibliografia. O ideal seria webibliografia, que mantinha toda a informação veiculada por bibliografia e esclarecia acerca do seu contexto (“web”). Em webliografia perde-se um pouco da informação, mas creio que, mesmo assim, é um vocábulo claro que nos permite identificar a realidade que designa. Apesar das considerações tecidas, não lhe posso dar certezas acerca dos alicerces que a palavra já ganhou ou está a ganhar. Posso apenas dizer-lhe que me parece um neologismo necessário à língua e que ainda o não vi dicionarizado.

Edite Prada
Classe de Palavras: substantivo