Níveis de língua - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Níveis de língua

Sou professora e tenho seguido, atentamente, a introdução da TLEBS, valendo-me frequentemente da vossa preciosa ajuda. E para não fugir à verdade, lanço-vos mais uma dúvida:

1. de todos os documentos que li, e a lista já vai extensa, não encontrei nada que tenha a ver com os níveis de língua (corrente, popular, cuidado...).
A questão é se desapareceram ou foram substituídos pelas variedades.

Ana Santos Professora Portugal 5K

1. O que nas gramáticas tradicionais é classificado como nível de língua reparte-se pelas variedades situacionais e pelas variedades sociais.

1.1. Variedades sociais
O mesmo falante activa diferentes estilos ou registos em função da situação que está a viver e em função do modo, escrito ou oral, da produção discursiva. Este fenómeno é classificado como variação diafásica.

Um dado locutor diz, no café, com os amigos:
a) – Que chato!
b) – Bestial!
c) – Foi então que o tipo estoirou de raiva!

Mas também deverá saber dizer, numa reunião da empresa:

d) – Que aborrecido!
e) – Muito interessante!
f) – Foi então que o indivíduo ficou deveras perturbado!

As variações relativas à linguagem cuidada, coloquial, corrente e familiar dizem respeito às variedades situacionais.

1.2. Variedades sociais
Uma dada comunidade de falantes partilha um mesmo ambiente cultural, social e educacional. Partilha o mesmo sociolecto. Nesta altura falamos de variação diastrática (através dos estratos sociais).
A gíria e o tecnolecto são variedades sociais.

Ana Martins