Muito: classificação morfológica - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Muito: classificação morfológica

Na oração "Muito poucos presos poderão doar após a morte", qual a classe a que pertence a palavra muito. Por que essa palavra não concordou com poucos?

Obrigada pela atenção.

Patrícia Brasil 23K

Muito é um advérbio de quantidade que está a intensificar o sentido do indefinido poucos. Não concorda com poucos precisamente porque se trata de um advérbio, e os advérbios são palavras invariáveis.

O indefinido poucos tem aqui um valor adjectival (precede o substantivo presos e especifica-o, modifica-o), sendo denominado, consoante as gramáticas, de adjectivo determinativo, pronome adjunto, determinante indefinido, pronome indefinido adjectivo.

Assim, o advérbio muito reforça o sentido do indefinido poucos, tal como acontece quando se constrói com um adjectivo: postais muito lindos; conversas muito importantes, etc.

Maria Regina Rocha