Futre e Frazão - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Futre e Frazão

Li uma obra de 1809 de propaganda antinapoleónica (Heróis de Faro e Olhão – Drama Histórico em Três Actos) e aparecem aí dois termos sobre os quais tenho algumas dúvidas: Futre e Frazão. O primeiro é alcunha dos franceses; o segundo, dos portugueses (por vezes os termos aparecem no plural). Provavelmente trata-se de termos usuais na época, ou pelo menos conhecidos na gíria antinapoleónica.

Sobre futre vi num dicionário que é sinónimo de «pessoa desprezível», bandalho, farroupilha... (Ai, o Paulo Futre, se soubesse o que o seu nome quer dizer!). Da mesma raiz provirá o termo futricar, isto é, «trapacear», «estragar», «mexericar». Parecem provir do termo francês foutrer, «pôr», «meter», «cravar», mas também... «foder», o que concorda, por sua vez, com a sua etimologia proveniente do latim futuere, «fornicar», no sentido de «penetrar» (e não no de «ser penetrado»).

A minha dúvida principal prende-se com o apodo de Frazão, que nem pelo contexto do termo consigo perceber muito bem o que o autor quer dizer. Percebe-se que visa qualificar a bravura e o patriotismo dos portugueses, mas pergunto: donde virá o termo?

Obrigado desde já pelo esclarecimento.

Edgar Cavaco Estudante Barcelona, Espanha 6K

Basear-me-ei na informação disponível no Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado. Assim:

Futre

«Do francês Foutre.» — diz Machado laconicamente, deixando entender que a maiúscula indica nome próprio francês. Não sendo impossível, é estranho que um apelido francês tenha a  mesma forma que um verbo com valor obsceno (refira-se já agora que o verbo se escreve e pronuncia foutre e não *foutrer). No entanto, o Dicionário Houaiss confirma a origem e os significados atribuídos pelo consulente ao substantivo comum futre (do qual é verdade que deriva futricar). Tendo em conta que Futre é a alcunha de uma das personagens da peça em questão, sugiro isso mesmo, que o apelido começou como alcunha, talvez porque no praguejar dos soldados napoleónicos fosse frequente o verbo foutre. É de lembrar o típico je m´en fous!, «quero lá saber!», em que fous é a primeira pessoa do singular do presente do indicativo de foutre.

 

Frazão

É outro nome acerca do qual há mais dúvidas do que certezas. Machado considera-o de origem obscura, mas sugere uma etimologia híbrida: do árabe faras, «cavalo» e aumentativo românico -ão. As formas medievais Farazon e Farazun apontam para uma relação com os arabismos alfaraz, «rápido, ligeiro (em relação a cavalo ou a cavaleiro)», e Alfarazes (Guarda, Portugal), ambos criados com base no referido termo árabe.

Carlos Rocha
Tema: Origem de nomes próprios Classe de Palavras: nome próprio