Corretismo, corretitude, corretidão, corretude - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Corretismo, corretitude, corretidão, corretude

No meio do ambiente acadêmico no curso de Ciência da Computação, deparo-me intermitentemente com o aportuguesamento da palavra inglesa correctitute para "corretude" e, pesquisado por todos os dicionários e por este fórum, percebo que não é, ao menos ainda, uma palavra oficial da língua portuguesa (nesta concepção). Defendo veementemente o uso de correção/correcção neste contexto, mas minhas preocupações são desdenhadas amiúde. Deparei-me, então, com outra palavra: "corretismo", que me soa um tanto confusa. Seria tal tradução a mais adequada de correctitude? Sei que esta é formada da fusão de correct e rectitude, o que nos levaria à formação da palavra "corretitude", fundindo, pelo mesmo princípio, correto + retitude ou corretidão, de correto + retidão; no entanto, nenhuma destas foi concebida. Deixando isto de lado, não pude deixar de notar uma certa semelhança de "corretismo" e "correctitude", essa, sim, registrada por alguns dicionários. Gostaria de opiniões mais bem fundamentadas a respeito destes três possíveis neologismos.

 

George Severnini Estudante universitário Sorocaba, Brasil 10K

As áreas de especialidade são favoráveis à criação de numerosos neologismos, dada a necessidade de criar palavras unívocas que designem sem ambiguidades as realidades que são objeto de investigação. Se optar por correção, certamente que se consegue respeitar os padrões tradicionais do português, mas perde-se por causa da ambiguidade da palavra. Mas quanto a saber se as formas neológicas propostas estão corretas, é necessário ter em conta que não se pode falar em regras fixas neste domínio, nem se pode dizer que em tradução há sempre uma solução correta por oposição às demais, supostamente incorretas.

Neste contexto, confirmo que corretismo é palavra já dicionarizada com o significado de «procedimento isento de erros ou falhas; atitude correta, impecável por parte de alguém» e descrita como brasileirismo (Dicionário Houaiss). Quanto a "corretitude" e "corretidão", embora não atestadas, são neologismos bem formados, conforme o próprio consulente sugere, e que não precisam de ser explicados como fusão de correto e retitude ou retidão: basta considerar a possibilidade de juntar à base adjetival corret- (tema de correto) os sufixos -(i)tude ou -(i)dão (cf. Celso Cunha e Lindley Cintra, Nova Gramática do Português Contemporâneo, pág. 97). Quanto à forma "corretude", também não se pode rejeitá-la de todo, uma vez que parece seguir o modelo de completude, formado pela base complet- e o sufixo -ude, deduzido de palavras como virtude, juventude ou senectude (cf. Dicionário Houaiss).

Há, portanto, cinco possibilidades para traduzir o termo inglês. A opção por uma delas pode ser uma questão de identificar a que tem uso maioritário, e uma rápida pesquisa na Internet aponta para corretude, aparentemente em páginas que abordam temas de Informática. De qualquer modo, parece ainda estarmos longe de termos fixado em português um termo equivalente ao inglês no domínio em apreço.

Carlos Rocha