Cíclades/Cícladas, Espórades, Dodecaneso e Ilhas Jónias/Jónicas

Cíclades e Espórades, dois famosos arquipélagos gregos do mar Egeu, devem ter os seus nomes ditos e grafados assim mesmo, em português, ou deveríamos dizer e escrever Cícladas e Espóradas? Ou todas as quatro formas supramencionadas seriam corretas? Se este último alvitre for verdadeiro, quais seriam as mais tradicionais no nosso idioma?

No caso de Dodecaneso, outro arquipélago grego do Egeu e próximo à costa da Turquia, o seu nome, tal como o escrevi, parece ser o adequado para o português, não?

Quanto ao arquipélago das ilhas Jônicas, seu nome seria este mesmo, ou seria outro: ilhas Jônias?

Para estes quatro arquipélagos e para os seus naturais ou habitantes, registrar-se-iam gentílicos em nossa língua?

Ney de Castro Mesquita Sobrinho Vendedor Campo Grande, Brasil 3K

No Vocabulário da Língua Portuguesa, da Porto Editora, apenas se regista a forma Cícladas, mas é omisso a respeito dos restantes nomes. No entanto, o Dicionário Ilustrado Prático Lello (1959) e o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, também registam Cíclades, a par de Espórades, Dodecaneso e ilhas Jónias ou Jónicas.

Quanto a gentílicos, registam-se cicladense, cicladiano e cicládico, jônio ou jônico e dodecanésio quer nos dicionários já referidos quer ainda no Grande Dicionário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, e no Dicionário Houaiss. Para Espórades, não encontro gentílico correspondente em todas estas fontes, o que deixa supor não existir forma consagrada. Sendo assim, abre-se um leque de possibilidades que aguarda a oportunidade de se fixar: "esporadense", "esporadiano", "esporádico"1.

1 A forma "esporádico" seria assim homónima de esporádico, «raro, disperso, espaçado, esparso», de origem grega: «gr. sporadikós, ê, ón `disperso (como numa semeadura)´, conexo com sporá, âs `semente, semeadura´ e com sporás, ádos `esparso, disperso´» (Dicionário Houaiss). Refira-se que, segundo José Pedro Machado, no Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, o nome Espórades é adaptação portuguesa do "gr. Sporádes ("dispersas"), pelo lat. Spŏrădes [...]», ou seja, Espórades tem a mesma etimologia que esporádico, «raro».

Carlos Rocha
Classe de Palavras: nome próprio