Aval - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Aval

Li a vossa verrina humorada no Pelourinho sobre o plural de aval e não fiquei convencido. Agradecia uma explicação fundamentada da razão de aval fazer o plulal avales - e quase todas as palavras terminadas em -al (jornal, manual, tal, etc.) fazem, exactamente, o plural em ais. Agradecido.

Vítor Ribeiro jornalista Lisboa, Portugal 7K

Preferimos o plural avales, como ensina o "Novo Dicionário da Língua Portuguesa" de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira. Também menciona o plural avais. Este, porém, usa-se mais, parece, no Brasil, ao passo que avales se usa, geralmente, em Portugal.

A palavra aval provém do francês "aval", cujo plural é "avals". Eis uma justificação, embora de não muito valor, para o plural avales:

Nem todas as palavras terminadas em -al fazem o plural em -ais. Damos como exemplo mal, males.

É interessante notar o seguinte: o vocábulo mel, além do plural méis, possui também o plural meles. E fel faz no plural feles, pelo menos em Portugal.

O que podemos fazer é o seguinte: esperar que o uso escolha entre vale e vais. Este lembra o verbo ir - embora com ele não se confunda. E é menos eufónico. Neste particular, a língua ainda está em evolução.

José Neves Henriques