Aceito(a) e aceite - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Aceito(a) e aceite

O particípio passado irregular aceito(a), do verbo aceitar, é alternativa correcta ao comummente ouvido e lido aceite? Segundo creio saber, por exemplo, a frase «A proposta foi aceite» está correcta; mas será que «A proposta foi aceita» ou «O requerimento foi aceito» estão igualmente correctas?

Luís A. P. Varela Pinto professor Portugal 10K

Não é correcto dizermos que aceito/a é alternativa a aceite, porque uma coisa não é alternativa a ou de outra. Duas coisas é que podem constituir uma alternativa, quando, de entre as duas, temos uma para escolher, porque alternativa é , principalmente, a opção entre duas coisas. É também a sucessão de duas coisas reciprocamente conclusivas. Mas não é o caso. Aqui não há sucessão.

Tanto é correcto o particípio passado aceito/a como aceite. Estão, portanto, correctas as frases:

a) A proposta foi aceite.

b) A proposta foi aceita.

c) O requerimento foi aceito.

No Brasil, usam muito as frases b) e c).

O verbo aceitar, além dos particípios passados aceito e aceite, irregulares, tem ainda aceitado, regular. O irregular usa-se com os auxiliares ser e estar; o regular, com os verbos ter e haver.

José Neves Henriques