A etimologia de Satanás e de demónio - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A etimologia de Satanás e de demónio

Gostaria de saber a etimologia dessas palavras: Satanás e demônio.

Aproveito para agradecer pela resposta que me enviaram da palavra santidade. Valeu, foi de grande ajuda. Muito obrigado.

Rubens Colli Aposentado Jandira – SP, Brasil 13K

De acordo com o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, a palavra demónio tem origem no grego daimónios, «que provém da divindade, enviado por um deus; que tem carácter divino, maravilhoso, extraordinário», através do latim daemŏnĭu-, que era substantivo, na acepção de «pequeno génio» e «o demónio», e adjectivo, significando «divino, maravilhoso». Do grego para o português e para a grande parte das línguas europeias ocidentais, a palavra sofreu, portanto, uma evolução semântica que acarretou a criação de um significado oposto ao original (ver Orlando Neves, Dicionário da Origem das Palavras, Lisboa, Editorial Notícias, e Alice Póvoa, Ana Costa e Ana Ferreira, As Faces Secretas das Palavras, Porto, Edições ASA).

Quanto a Satanás, é um nome próprio que tem origem na forma latina Satănās, adaptação do grego Satanas, por sua vez, helenização do hebraico Xatan, «inimigo». Desta forma hebraica, também se formou o grego Satán, «inimigo, adversário; o inimigo por excelência», que deu Satã, forma alternativa a Satanás (cf. Machado, op. cit.).

Congratulamo-nos por ter gostado da resposta sobre santidade.

Carlos Rocha