A associação de lhe aos verbos sobreviver e obedecer - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A associação de lhe aos verbos sobreviver e obedecer

Na frase «Sobreviveu ao massacre», «ao massacre» desempenha a função sintática de complemento indireto, ou complemento oblíquo?

Na frase «Obedeceu ao regulamento», «ao regulamento» desempenha a função sintática de complemento indireto, ou complemento oblíquo?

Maria Costa Professora Aveiro, Portugal 6K

O facto de poder substituir o complemento pelo pronome pessoal lhe permite a interpretação dos complementos em questão como indiretos. Não se trata, todavia, de complementos indiretos prototípicos, pois não representam entidades humanas, nem animadas. Esta característica é apontada na Gramática do Português, da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, 2013, pág. 1175), para os verbos desobedecer, obedecer, resistir e sobreviver.

Edite Prada
Classe de Palavras: pronome