Rui Cartaxana - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Rui Cartaxana
Rui Cartaxana
1K

Rui Cartaxana (1929 - 2009) destacou-se no jornalismo. Foi diretor do jornal Record entre 1986 e 1998 e foi ainda chefe de redação na Ação Socialista e sub-chefe na redação do Diário Popular. O Correio da Manhã e o jornal O Século tiveram também o seu contributo.

 

 
Textos publicados pelo autor

Texto do jornalista Rui Cartaxana, inserto na página  da Internet do jornal desportivo português Record do dia  25 de Outubro de 2008, sobre uma recorrente troca dos "mil milhões" pelo "milhão de milhões", que é a norma seguida em Portugal — ao contrário do estipulado no Brasil e nos EUA.

 

Imagem de destaque do artigo

Artigo publicado no suplemento desportivo Sport, do Correio da Manhã de sábado, 13 de Setembro de 2008, sobre a forma "paralímpico".

Não se sabe quem foi o responsável por mais uma das tais calinadas que, de repente, se espalham como a gasolina em cima do lume e toda a gente – desde jornais, televisões, rádios, ao homem da rua, políticos, intelectuais, etc. – desata a dizer e a escrever ‘Jogos Paralímpicos’ ou a falar de ‘paralímpicos’!