M. A. Galopim de Carvalho - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
M. A. Galopim de Carvalho
M. A. Galopim de Carvalho
69

Professor universitário português jubilado, Prémio Bordalo em Ciências, conhecido em Portugal como «o avô dos dinossauros», em resultado  do seu trabalho de investigador  das pegadas da pedreira de CarenqueSesimbra (Espichel), um dos trilhos mais longos do período Cretáceo e graças a quem foi possível  essas pegadas. É um símbolo nacional da defesa e preservação do património cultural e científico, nomeadamente de sinais marcantes da riquíssima evolução da história natural. Autor, entre outras obras, de Dinossáurios, Uma Nova Visão (2002), Fora de PortasDicionário de Geologia (2011), As Pedras e as Palavras  (2015), de O Avô e os Netos falam de Geologia (2015).

 
Textos publicados pelo autor
Imagem de destaque do artigo
A sua história linguística e geológica

António Galopim de Carvalho, professor universitário jubilado português e defensor do património relacionado com os dinossauros, apresenta um apontamento* em torno da palavra mármore, passando em revista a sua etimologia, a evolução das realidades por si designadas, aspetos geológicos relacionados com o calcário. Recorda, ainda, palavras da família de mármore

*texto publicado pelo autor na sua página pessoal do Facebook, a propósito do desabamento de uma pedreira de mármore em Borba, Alentejo.