José António Saraiva - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
José António Saraiva
José António Saraiva
1K

José António Saraiva (Lisboa, 1948) é um arquiteto e jornalista português. É, atualmente, diretor do semanário Sol, jornal lançado por ele, e Professor convidado no Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa. Ao longo da sua carreia, exerceu funções em diversos jornais, entre eles, A Bola, Portugal Hoje e Diário de Notícias e publicou diversas obras: Do estado Novo à Segunda República (1974), O Último Verão na Ria Formosa (2001) e Documentos Diplomáticos (2009).

 
Textos publicados pelo autor
Imagem de destaque do artigo

«(...) Em primeiro lugar, o uso frequente do palavrão conduz a uma certa falta de respeito entre as pessoas. Em segundo lugar, o recurso ao palavrão empobrece imenso a linguagem. A palavra «m…», por exemplo, substitui todos os adjetivos: «É feio como a m…», «É estúpido como a m…», etc. E com a palavra «c…» sucede o mesmo: «É grande como o c…», «É alto como o c…». Basta o leitor tentar substituir as palavras «m…» e «c…» por outras para perceber até que ponto o uso daquelas facilitou a vida ao ‘utilizador’, atrofiando-lhe a capacidade de expressão. (...)»

[José António Saraiva, semanário "Sol", 12/11/2016]

«Portugal tem 10 milhões de habitantes – mas o Brasil tem 200 milhões. Só por arrogância ou por capricho se pode defender que devemos ficar ad aeternum agarrados às nossas regras. O nosso papel deverá, mesmo, ser o oposto: levar os países que ainda não adoptaram o Acordo, como Angola, a fazê-lo rapidamente.» Artigo publicado pelo diretor do semanário Sol, na sua coluna A sério.