Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Francisco Evaristo Leoni
Francisco Evaristo Leoni
529

Francisco Evaristo Leoni (1804-1874). Militar, foi também autor de obras nas áreas da gramática e da filologia, bem como poeta. Autor, entre outras obras, de Gênio da Língua Portugueza ou Causas Racionaes e Philologicas (1858) e Camões e Os Lusiadas: ensaio historico-critico-litterario (1872).

 
Artigos publicados pelo autor
Imagem de destaque do artigo

Azoinar, bramar, catrapuz, estalo, fungar, ganir, latir, roersorver, zurzir. Ardor, brenha, crosta, trago, sarro, xarroco. Frio, mar, rotação, trôpego, vibrar. Mas também nomes como Abarroco, Buzarcante ou Dramuziande. Algumas das palavras que, na língua portuguesa – e são tantas mais –, reproduzem os sons da natureza, o barulho de máquinas, meros ruídos, gritos de pessoas, o timbre da voz humana, cantos de animais, neste extrato do artigo do autor, "O Português vem da língua latina, e não da céltica", transcrito do terceiro volume da antologia Paladinos da Linguagem (edição Aillaud e Bertrand, Lisboa, 1921), organizada por Agostinho de Campos. Manteve-se a grafia e respetiva norma originais.

Imagem de destaque do artigo

Sendo a linguagem pintura do pensamento, e, como tal, objecto de arte e de gosto, não podia deixar de participar do espírito, do génio e do pensar do povo que a fala; assim como este mesmo, em todas as referidas cousas, depende inquestionavelmente da natureza da região que habita, do conspecto do solo e das influências de um astro mais ou menos benigno. (...)