Ferreira Gullar - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Ferreira Gullar
Ferreira Gullar
1K

Ferreira Gullar (São Luís, Brasil, 1930). Possui inúmeras facetas que foi revelando em ampla produção. Manteve-se ligado aos jornais, como jornalista, crítico ou cronista, em percurso que o levou ao exílio. E continua assinando uma influente coluna no jornal Folha de S. Paulo. Possui vários volumes em prosa nos vários géneros, mas foi a sua sempre surpreendente poesia, com a qual se aproximou a dada altura das artes plásticas, que lhe trouxe o reconhecimento (recebeu o Prémio Camões 2010). A sua obra, em que se destaca o notável Poema Sujo, está editada em Portugal na Ulisseia.

 
Textos publicados pelo autor

«Escrever certo é elitismo?» — pergunta o poeta e ensaísta brasileiro Ferreira Gullar, numa crítica a certos erros linguísticos, que a própria comunicação social ajuda a difundir.

Muita gente torce o nariz quando um chatola, como eu, começa a reclamar dos erros de português que se cometem nos jornais e na televisão. Desses, muitos dos que os cometem são profissionais, mas estão pouco ligando para o que consideramos escrever e falar errado.