Carlota Pimenta - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Carlota Pimenta
Carlota Pimenta
42

Doutorada em crítica textual pela Universidade de Lisboa, é professora de língua portuguesa na Universidade Católica Portuguesa. Membro do projeto “Edições crítica e genética de Camilo Castelo Branco”, no Centro de Linguística da Universidade de Lisboa. As suas principais áreas de investigação são crítica textual, crítica genética e literatura portuguesa. É coautora das edições críticas de Novelas do Minho e Carlota Ângela, de Camilo Castelo Branco, e fez parte da equipa responsável pela edição crítica da Crónica de D. João I – parte I, de Fernão Lopes, publicadas pela Imprensa Nacional.

 
Textos publicados pelo autor
Antes e Depois de Editar
Estudos Filológicos
Por Ângela Correia, Carlota Pimenta (coord.)

O livro Antes e Depois de Editar. Estudos Filológicos, coordenado por Ângela Correia (Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa – FLUL) e Carlota Pimenta (Universidade Católica Portuguesa), ambas investigadoras do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa (CLUL), reúne nove estudos elaborados para o encontro que, com o mesmo título, se realizou na FLUL, nos dias 14 e 15 de janeiro de 2021. O objetivo desse encontro foi, como escreve Ângela Correia na introdução, refletir sobre a natureza da atividade e do objeto de estudo da filologia1, repto a que os autores dos estudos responderam de três formas: «[...] mantendo o texto nos seus estudos e assim declarando não haver, para a Filologia, nem antes nem depois da edição; voltando-se para a reflexão sobre os seus métodos, princípios e história; desviando-se para uma das disciplinas filológicas. Ou respondendo de várias destas formas, no mesmo estudo.»

No primeiro estudo, Ivo Castro, professor jubilado da FLUL e reconhecido especialista quer em crítica textual quer em história da língua, dá conta pormenorizada (pp. 13-68) de como o espólio de José Leite de Vasconcelos (1858-1941) continua a facultar informação preciosa sobre a formação deste autor como filólogo, linguista e etnógrafo. Segue-se o artigo de