Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Álvaro Sousa da Silveira
Álvaro Sousa da Silveira
593

Álvaro Sousa da Silveira (Rio de Janeiro, 1883 - Rio de Janeiro, 1967), foi um filólogo, linguista, foneticista e lexicógrafo brasileiro. Em 1935, exerceu na Universidade do Distrito Federal do Rio de Janeiro e, de 1939 a 1953, tornou-se catedrático de Língua Portuguesa na Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil. De 1944 a 1954, foi Presidente da Academia Brasileira de Filologia e, a partir daí, presidente honorário. Da sua obra, destacam-se: Lições de Português (1921-1923); Trechos Seletos (1919); Textos quinhentistas (1945) e Máximas, Pensamentos e Reflexões do Marquês de Maricá (1858).

 
Textos publicados pelo autor

Uma língua falada em vasta superfície geográfica não pode ter uniformidade perfeita. De região para região se apresentam divergências de vária espécie, entre as quais sobrelevam as de carácter fonético, e as que resultam do vocabulário local. Concretamente, não há uma língua, e sim vários dialectos.