O positivo e o negativo de quem ensinou português na Guiné-Bissau, na Namíbia e em Timor-Leste - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O positivo e o negativo de quem ensinou português na Guiné-Bissau,
na Namíbia e em Timor-Leste
Nos programas de rádio Língua de Todos e Páginas de Português
972

A situação do português e do seu ensino na Guiné-Bissau, conforme a experiência docente da professora Arlinda Mártires é o tema central do  programa Língua de Todos, transmitido pela RDP África, na sexta-feira, dia 8 de setembro, às 13h15*,  com repetição no sábado, dia 9, depois do noticiário das 09h00*. E na rubrica “Ciberdúvidas responde”: não havendo (ainda) gentílico consagrado, como denominar o natural do Dubai? Dubaiense, dubaiês, dubaiano? A resposta da professora Sara Almeida Leite.

* Hora oficial de Portugal continental, ficando, posteriormente,  também disponível, aqui.

 

Por sua vez, no programa Páginas de Português – no domingo, dia 10 de setembro, na Antena 2, às 12h30**, com repetição no sábado seguinte, dia 16, às 15h30** –, a professora Arlinda Mártires, que lecionou língua portuguesa também na Namíbia e em Timor-Leste, relata as suas vivências de docente em cada um destes países.

 

**  Hora oficial de Portugal continental, ficando, posteriormente, também disponível aqui.