O português antigo e moderno e como arma de arremesso no discurso parlamentar - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
O português antigo e moderno
e como arma de arremesso no discurso parlamentar
Nos programas de rádio Língua de Todos e Páginas de Português
1K

A língua do Portugal antigo e moderno é tema dos 25 estudos que formam "A Estrada de Cintra", obra Ivo de Castro, professor catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Desde as origens que antecedem a nacionalidade lusitana, passando pela formação da língua medieval e renascentista, e pela sua transformação fora do espaço europeu, o livro chega à língua de hoje e a algumas perguntas que esta faz ao futuro. 

Uma conversa a propósito desta obra no programa Língua de Todos, na RDP África*.  

Língua de TodosRDP África, sexta-feira, 17/8, às 13h15, com repetição no sábado, dia 18/8. Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa disponível posteriormente, aqui.

 

«Por muito menos rolou a cabeça de Luís XVI!» bradou Afonso Costa, presidente do Partido Republicano, nas Cortes portuguesas, ainda reinava Dom Carlos, contra o financiamento à Casa Real. O futuro chefe do governo republicano teve que se exilar. Na Casa da Democracia, há regras de funcionamento, há tradição retórica, muitas vezes com talento. No programa Páginas de Português, na Antena 2** entrevista-se Maria Raquel Pinheiro de Carvalho Ribeiro, autora do estudo, “O Insulto – Norma de Desconstrução do Outro no Discurso Parlamentar”. 

** Páginas de Português, emitido na Antena 2, no dia 19 de agosto, às 12h30**, com repetição no sábado seguinte, dia 25 de agosto, pelas 15h30. Hora oficial de Portugal continental, ficando o programa disponível posteriormente, aqui.