Uma hesitação nada "exitada"... - Pelourinho - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Português na 1.ª pessoa Pelourinho Artigo
Uma hesitação nada "exitada"...
Uma hesitação nada "exitada"...
... num tropeção em duas palavras homófonas

Benfica até poderá a beneficiar um dia com a aquisição  do jogador sérvio Pavlovic... se, entretanto, o contratar mesmo. E só uma posterior – e vantajosa – transferência dele daria então sentido à legenda ao lado: «Benfica exita¹ nos valores [recebidos] por Pavloviv.» O que se pretendia informar, porém, era outra coisa: que o clube português hesita² em pagar os cerca de seis milhões de euros reclamados pelo passe do pretendido reforço. É no que dá a confusão no emprego destes dois verbos homófonos...  que só têm de semelhante a respetiva prolação.  Ou seja:  tratou-se apenas de uma hesitação  nada, mesmo nada, exitada!...

 

 ¹ Exita: 3.ª pessoa do singular do presente do indicativo do verbo exitar. Registado por alguns dicionários (Infopédia, Priberam, Dicionário Houaiss e Michaelis), significa «ter sucesso/êxito».

² Hesita: 3.ª pessoa do singular do presente do indicativo do verbo hesitar (= vacilar, duvidar).

 

[N.E. – A nota 1 foi alterada em 15/08/2019.]

Sobre a autora

Licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e mestre em Língua e Cultura Portuguesa – PLE/PL2.