Mais bilião, menos bilião… - Pelourinho - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Português na 1.ª pessoa Pelourinho Artigo
Mais bilião, menos bilião…
Mais bilião, menos bilião…
Um numeral dado a confusões

ministra angolana da Saúde disse esta semana que o governo gasta anualmente 15 mil milhões de kwanzas com hemodiálise. Não se sabe como nem porquê, a Lusa distribuiu uma notícia em que transformou os milhões em biliões e multiplicou por quase 3000 o valor da despesa com hemodiálise. Uma brutalidade.

O jornalista que escreveu a notícia não terá achado estranha uma despesa anual de 38,8 mil milhões de euros com hemodiálise? A notícia não passou pelas mãos de nenhum editor da Lusa? Como é hábito, a notícia foi reproduzida tal e qual em jornais portugueses. Ninguém pestanejou quando leu 38,8 MIL MILHÕES de euros? E no entanto era muito fácil verificar o valor da despesa. Bastava consultar o Jornal de Angola, onde o gasto está contabilizado em 15 mil milhões e convertido para 45 milhões de dólares. (JAG)

» Estado angolano gasta anualmente 38,8 mil ME em hemodiálise (Diário de Notícias)

» Estado gasta 15 mil milhões de kwanzas com hemodiálise (Jornal de Angola)

Fonte

texto publicado publicado originalmente na página do Clube de Jornalistas, com a data de 24 de junho de 2019.

Sobre o autor

Jornalista freelancer português.